quarta-feira, 6 de julho de 2016

CONSELHO NACIONAL DAS

 GUARDA MUNICIPAIS

PROSPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL


As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, nos termos do § 3º do art. 60 da Constituição Federal, promulgam a seguinte Emenda ao texto constitucional:


Altera o art. 144 da Constituição Federal, para dispor sobre as competências da guarda municipal e criação da guarda nacional.


Art. 1º - O art. 144 da Constituição Federal passa a vigorar com a seguinte redação:

(...)

VI - Polícia Municipal



§ 8º - Os Municípios poderão constituir suas Policias Municipais, destinadas à proteção de seus bens, serviços, instalações, logradouros públicos, e a segurança sistemática de sua população nas vias e logradouros públicos, bem como, adotar medidas fiscalizatórias, preventivas e educativas, na garantia da segurança do trânsito, meio ambiente, posturas municipais, e no transporte púbico local, ressalvadas as competências da União, dos Estados e do Distrito Federal, conforme dispuser a Lei.

.....................................................”(NR)


Senado Federal, em de julho de 2016.

segunda-feira, 4 de julho de 2016





Tocha olímpica Rio 2016




" Queríamos mostrar que nossa maior riqueza são as pessoas. As Olimpíadas podem mostrar o nosso potencial e inspirar quem procura transformar um sonho em realidade.”


Histórico das Tochas



A chama olímpica é uma homenagem aos gregos da antiguidade que inventaram os Jogos originais e que tinham uma adoração pelo fogo. Sempre é acesa meses antes dos Jogos com a ajuda do sol em Olímpia, na Grécia, nas ruínas no templo de Hera. De lá é levada até o país onde acontecerá o evento para ser conduzida em um percurso que termina no Estádio Olímpico, onde é acesa a pira. Na era moderna, a tocha é usada desde a edição de 1936, em Berlim.


O beijo das tochas



O sistema de acendimento só funciona após o giro de uma chave na parte de baixo da tocha que a faz expandir. São liberados, então, uma mistura de butano e propano para deixar a chama com cores bonitas. Quando o fogo carregado por um condutor se aproxima dessa mistura de gases acontece o “beijo”, e assim a chama olímpica será transferida por todo o país. Testes simularam ventos de até 120km/h para evitar o imprevisto da flama apagar durante o percurso.

CONDUTOR
12.000 pessoas terão a oportunidade de conduzir e ganhar a tocha olímpica

BATEDOR
Uma escolta vai garantir um percurso livre de trânsito e sem imprevistos nas ruas do Brasil


Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016

Depois de acesa, no dia 21 de abril de 2016, a chama Olímpica viaja por alguns dias na Grécia até o embarque para o Brasil, onde chega no dia 27 do mesmo mês, exatos 100 dias antes da abertura dos Jogos. No dia 3 de maio, em Brasília, será dado início ao revezamento da tocha Olímpica por todo o país. Um processo seletivo vai eleger a maior parte dos 12 mil condutores que terão a oportunidade de levar a tocha por cerca de 200 metros nas ruas de 300 cidades brasileiras. Outros 200 municípios apenas assistirão à passagem da comitiva, mas a estimativa oficial é de que 90% dos brasileiros acompanhem o evento.



*Nota de Imprensa*



O CNGM em entendimento com o Ministério da Fazenda, (Ofício 194/2016), conseguiu a *Classificação Específica* de Atividade Social Econômica para as Guardas Municipais de todo o BRASIL, que agora estão inseridas no segmento de *SEGURANÇA E ORDEM PÚBLICA*, isso é um avanço real na condução dos objetivos estratégicos que o CNGM tem para as Guardas Municipais é seus Agentes Públicos. Nossa meta é ampliar a oferta de nivelamento institucional, o CNGM reafirma sua condição de representante exclusivo dos interesses das Instituições Guardas Municipais, (Artigo 20 da Lei n° 13.022 de 08 de Agosto de 2014). Siga o link para verificar o site do IBGE, parabéns a família Azul Marinho! 




------------------------------------
http://cnae.ibge.gov.br/?view=classe&tipo=cnae&versao=7.0.0&classe=84248&chave=Guarda%20municipal%20

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Academia Nacional de Formação das Guardas Municipais será fundada em Paranaguá

Solenidade de fundação da entidade acontecerá nesta segunda-feira (30). Entidade conta com o apoio da Prefeitura de Paranaguá, sob determinação do prefeito Edison Kersten. Academia representará uma possibilidade de capacitação dos guardas civis municipais do município. 
Nesta segunda-feira (30), às 19h, acontecerá a solenidade de fundação da Academia Nacional de Formação das Guardas Municipais. A instituição está sediada na rua Nestor Victor, 960, e estará a disposição dos órgãos de segurança pública, guardas civis municipais, Polícias Militar, Civil e Federal. O local tem o objetivo de formar novos instrutores e oferecer capacitação continuada aos profissionais de segurança pública de todo o Brasil. A entidade conta com o apoio da Prefeitura de Paranaguá, seguindo determinação do prefeito Edison Kersten.

"A presença da Academia Nacional de Formação das Guardas Municipais representa um avanço na área da segurança pública em Paranaguá. Através da entidade se estabelecerá uma possibilidade de ampla capacitação para a Guarda Civil Municipal e de todos os guardas civis municipais de Paranaguá e do litoral", afirma o prefeito Edison Kersten.

O secretário municipal de Segurança, José Carlos de Oliveira, afirma que a Academia trará benefícios não só para a Guarda Civil Municipal (GCM), como também para a toda a sociedade. "A Academia será uma forma de estabelecer uma união de todos os órgãos de segurança visando uma atuação com ainda mais capacitação, beneficiando a população de Paranaguá e de todo o litoral", ressalta.

A Academia está vinculada ao Conselho Nacional das Guardas Municipais, e conta com vários parceiros envolvidos como o INDESP - Instituto Nacional de Desenvolvimento e Ensino de Segurança Pública, o CTN - Centro de Tradições Nordestinas. A entidade ainda conta com o apoio da Prefeitura de Pontal do Paraná e a Guarda Civil Municipal do município litorâneo.

Durante a solenidade de fundação estarão presentes diversas autoridades da área de segurança pública de vários estados do Brasil.
 















domingo, 22 de maio de 2016

quinta-feira, 7 de abril de 2016





Guarda Municipal de Nova Santa Rita - RS


Implementação da Guarda Municipal em andamento
A implantação da Guarda Municipal de Nova Santa Rita, em conformidade com a Lei federal 13.022/2014, recebeu um apoio de peso nesta quarta-feira, 6. Em visita à prefeita Margarete Simon Ferretti o Vice-Presidente do Conselho Nacional das Guardas Municipais, Clóvis Eduardo Pereira, propôs Termo de Cooperação para uso em treinamento nas dependências da Academia da Guarda Municipal, localizada na cidade de Novo Hamburgo.
Segundo Clóvis, o objetivo do Conselho é auxiliar a montar a estruturação e a adequação da Guarda Municipal em Nova Santa Rita, em conformidade com a legislação que que regulamenta a as Guardas Municipais em todo o país.
O secretário de Indústria, Comércio e Desenvolvimento, Rodrigo Battistella e o Chefe da Guarda do Município Júlio Fialho (Júlio Barbeiro) acompanharam o encontro e destacaram a importância do apoio do vice-presidente consolidação da proposta para a Guarda Municipal do município.
De acordo com o Chefe da Guarda, a Academia em Novo Hamburgo oferece um treinamento padrão para as Guardas da Região Metropolitana. “Será muito importante trabalharmos de forma integrada e termos a capacitação em cooperação com as outras Guardas da região, pois isso reflete a valorização de nossos servidores”, afirmou Júlio Fialho.